segunda-feira, 29 de junho de 2009

O pai do Ronaldo

Sábado, manhã gelada em São Paulo e a preguiça ali, me pedindo pra ficar com ela. Fiquei um pouco, confesso. Pouco depois da 1 da tarde saí pra almoçar... Andei um pouco pela avenida Paulista observando os arranhásseis de cimento. Engraçado, como aos sábados, São Paulo lembra-me o interior e os prédios perdem sua força. Olhando pro alto, até o céu fica de interior... mas, ao menos por agora, deixemos essas bobas nostalgias de início de inverno.

Resolvi parar no Prainha, um restarante/choperia simpático, numa das travessas da Paulista. Sentei-me ao lado de outro solitário. O senhor, de pele escura de sol, ar acolhedor e sorriso no canto dos olhos, cumprimentou-me. Pareceu-me familiar. Aquele óculos suspenso na testa ... parecia...seu Nélio, o pai de Ronaldo. Sim, ele mesmo, o fenômeno.

- O senhor é o pai do Ronaldo? atrevi

- Sou, sou...- monassilabou com o canto da boca.

Numa das mãos um cigarro – Holywwod – é bom registrar. E na outra um copo de whisky. No início – e somente no início, fiquei em dúvida se deveria me aproximar mais, falar do Ronaldo, Corinthians....ou qualquer outra petulância descabida naquele momento. Fiquei quieto.Passou um rapaz na calçada e disse: “Sr. Nélio – sou fã do filho do senhor, hein...” nada que esse homem, de jeitão comum, não deva ter ouvido 1 zilhão de vezes...

Depois veio o garçom-chefe e estacionou ali. - “O Ronaldo vai pra Copa, o senhor vai ver”; - “Queria o Ronaldo no Guarani, sou de Campinas”, - “O Ronaldo jogou muito contra o Inter, fez um golaço..” enfim, bajulou toda a série de ronaldices que você, leitor, pode imaginar.

Pra minha surpresa, o seu Nélio entrou na conversa. Respondia ao garçom com tranqüilidade. Monossilabava, é verdade. Mas o olhar era de quem estava na conversa. E convidava-me à
tertúlia.

Mais um copo de whisky “O Dunga vivia grudado no Ricardo Teixeira, na Copa da França, em 2006. Ninguém me falou. Eu vi..eu estava lá....”. “O Mano é gente boa, parece bravo só na televisão.” “Onde já se viu o São Paulo mandar o Muricy embora”... Era seu Nélio – torcedor comum - opinando...“você é jornalista, deve saber melhor que eu”. Tudo o que sei é que nada sei. Sócrates, o filósofo acertara em cheio na Antiga Grécia. A essa altura, eu via chop e ele, com o inseparável whisky e cigarro holiwwod, já conversávamos na mesma freqüência.

Comecei a entender a simplicidade do Ronaldo. Não havia, nas palavras dele, nenhum tom de “pai do Ronaldo”. Perguntei a ele se estava no restaurante pelo nome: “Prainha”, pelo visual parecido com o do Rio de Janeiro. Ele falou que gostava sim do visual, mas havia parado ali por acaso, o mesmo acaso que me fez encontrá-lo. “Caminhei duas horas...do hotel até aqui, caminho todos os dias, faz bem, né? Faz sim, seu Nélio, faz bem ver como a vida é simples.

Não, não tirei nenhuma fotografia. Achei que seria gratuito. A imagética do texto é mais nítida, nesse caso. Teve uma frase que eu disse no meio da conversa, seu Nélio riu, levou na boa, mas foi inevitável. Acho que dá pra fechar a crônica com ela:

“ Se não fosse a porra do senhor, hein seu Nélio!”


Dança dos técnicos

Minha opinião é simples: São Paulo errou ao mandar o “comprometido” Muricy Ramalho embora. Identidade não se cria da noite para o dia.
Palmeiras acertou (demoradamente) ao se despedir de Vanderlei Luxemburgo. Só acho que o “estrategista” acabou montando sua saída. Ele sabia que Keirrison iria embora e , praticamente, “se despediu”.

Estou indo agora fazer Palmeiras x Santos. Espero, honestamente, que a campanha que boa parte da imprensa faz contra o Vagner Mancini, não seja motivo para o presidente do Santos, o amigo de Vanderlei Luxemburgo, Marcelo Teixeira, fazer a troca de técnicos. Mas acho difícil. Se Mancini perder, cai.

14 comentários:

Ana disse...

AH! SÓ VC MESMO RODRIGO PARA FINALIZAR A CONVERSA COM SEU NAZARIO DA FORMA COMO O FEZ.VC É MESMO MUITO CRIATIVO E ..INTELIGENTE. PARABÉNS1
ANA LÚCIA

Blog do Rafael Alaby disse...

Muita coincidência, vc encontrar o seu Nazário na região da Paulista. Por isso sempre digo que São Paulo é uma cidade pequena, rs.

Anônimo disse...

a força do deus acaso

Marcio Furuno disse...

Rodrigo,

Bela crônica! E que sorte topar com o pai do Fenômeno!!!!!

Abraços!

Marcio Furuno

Brunão Facul disse...

Ae Rodrigo belo papo com o fenômeno pai em.

Abraços.

Teds disse...

Eita, cara de sorte, hein??
Cruzou mesmo com o homi, ali??
Achei a crônica bem gostosa de ler... até sentí o cheiro do Hollywood do Nélão... rs!
Abraço, Rodrigo, e que venham outras crônicas e outros encontros fantásticos desses!

Anônimo disse...

...dá-lhe Grecin 2000....!

Sobre coisas simples disse...

Essa é a verdadeira lei da atração, quem diria um dia enxergando a paulista tão pequena, podermos encontrar uma pessoa qualquer.
Sabe primo ontem ouvi de uma mãe de um amigo meu (pessoa q nada entende de futebol) uma das observações mais sabias sobre o Ronaldo: "Ele é aquilo que se vê nas entrevistas, uma pessoa calma, inteligente, simplista e é claro que seu futebol é reflexo disso". senti de alguma forma nas suas palavras essa mesma sensatez calma no senhor nazário pelo menos foi assim que imaginei.
Quanto a saida do murici é o seguinte. é futebol brasileiro, e aqui, sai o técnico. infelizmente o são paulo não tem como abrir mão de washigton, borges e cia, então, bye murici. o maior trunfo do São Paulo do ano passado que era um grupo fechado é seu calcanhar de aquiles hoje.
Grupo fechado hj em dia podemos citar o Corinthans - meu time , ontem mais uma vez campeão, agora quem sabe o terceiro titulo do ano né? abraços

Anônimo disse...

Rodrigão,,,parabéns pelo blog, e sorte a sua mesmo de encontrar o pai do Ronaldo, mas sorte a dele também de ter encontrado você! Abraços Kico

Navarro disse...

Viana, a vantagem de ter tirado a foto é que eu não duvidaria da sua narrativa.

Com óculos na testa tinha quer ser o pai do homem.

Abraço.

VARANDA - ATELIER LAURO MONTEIRO - PARATY-RIO DE JANEIRO disse...

valeu Rodrigo!
GOOOOOOOOOOOOOOLLL

Abraços
Lauro

fabão...ferido, morto jamais!!! disse...

ahahaha....Viana, nem precisava tirar foto!!!...Do jeito que vc conseguiu por a conversa no papel, ficou facil!!!!
Forte abraço!!!

rodrigo viana disse...

Marcel, Lauro Fabao

obrigado a todos.

foi uma jogada de sorte

Anônimo disse...

intiresno muito, obrigado